Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Que eu desperte um pouco mais


❝Não quero viver como uma planta que engasga e não diz a sua flor. Como um pássaro que mantém os pés atados a um visgo imaginário. Como um texto que tece centenas de parágrafos sem dar o recado pretendido. Que eu saiba fazer os meus sonhos frutificarem a sua música. Que eu não me especialize em desculpas que me desviem dos meus prazeres. Que eu consiga derreter as grades de cera que me afastam da minha vontade. Que a cada manhã, ao acordar, eu desperte um pouco mais para o que verdadeiramente me interessa."

Ana Jácomo



quarta-feira, 22 de abril de 2015

Estabeleça a positividade


"Para encorajá-lo a encarar os desafios da melhor maneira possível,
crie um sankalpa (uma resolução positiva no presente)
e repita-o com convicção, três vezes antes de sair de casa.
Por exemplo, "Eu alcanço meus objetivos facilmente".

Do livro 1001 ideia de Sabedoria da Yoga



segunda-feira, 20 de abril de 2015

30 coisas que você deve começar a fazer para si mesmo


1-) Comece a passar o tempo com as pessoas certas
2-) Comece a enfrentar seus problemas de frente
3-) Comece a ser honesto com você mesmo sobre tudo
4-) Comece a fazer da sua própria felicidade uma prioridade
5-) Comece a ser você mesmo, genuinamente e orgulhosamente
6-) Comece a prestar atenção e viver no presente
7-) Comece a valorizar que seus erros ensinam
8-) Comece a ser mais gentil com você mesmo
9-) Comece a desfrutar as coisas que você já tem
10-) Comece a criar sua própria felicidade 
11-) Comece a dar uma chance para as suas ideias e sonhos
12-) Comece a acreditar que você está pronto para a próxima etapa
13-) Comece novos relacionamentos pela razão certa
14-) Comece a dar uma chance ás novas pessoas que você conhece
15-) Comece a competir contra uma versão anterior de você mesmo
16-) Comece a torcer pela vitória de outras pessoas
17-) Comece a olhar para o lado positivo nas situações difíceis
18-) Comece a perdoar a si mesmo e aos outros
19-) Comece a ajudar aqueles que estão a sua volta
20-) Comece a ouvir sua voz interior
21-) Comece a ficar atento ao seu nível de estresse e faça pausas curtas
22-) Comece a perceber a beleza dos pequenos momentos
23-) Comece a aceitar as coisas quando elas não são perfeitas
24-) Comece a trabalhar na direção dos seus objetivos todos os dias
25-) Comece a dizer mais como você se sente
26-) Comece a tomar plena responsabilidade pela sua vida
27-) Comece a nutrir seus relacionamentos mais importantes
28-) Comece a se concentrar nas coisas que você pode controlar
29-) Comece a se concentrar na possibilidade dos resultados positivos
30-) Comece a perceber o quão rico você é agora

Lista (para ler e reler) retirada daqui

Gratidão! 






domingo, 19 de abril de 2015

Valorize os dias de descanso


"Valorize os feriados, fins de semana e dias de descanso
dias em que você deixa de lado as roupas,
papéis e associações que definem sua vida de trabalho.
Nesses momentos, você pode recuperar seu eu criativo,
e viver a vida de acordo com seu único e verdadeiro modo de ser".

Do livro 1001 Pérolas de Sabedoria da Yoga

Acredito muito nisso, mente descansada faz milagres.
Respeite seu corpo e aproveite!







sexta-feira, 17 de abril de 2015

Controlar a mente


"A fim de controlar a mente, precisamos conhecê-la. 
Poucos de nós conhecem objetivamente como é na realidade o interior da mente. 
Nossos medos e desejos predominantes tornaram-se tão familiares para nós que nem mesmo os notamos; são como o rufar incessante de tambores, presente na obscuridade de nossos pensamentos. 
Por isso, como exercício preliminar, é bom gastar algum tempo a cada dia olhando a nossa mente, escutando esse rufar de tambor. 
Provavelmente não vamos gostar do que ouviremos e veremos, mas precisamos ser bastante pacientes e objetivos. 
Dessa forma, a mente tornar-se-á, aos poucos, mais calma. 
Ela fica confusa, por assim dizer, diante de sua própria avidez e estupidez.
Porque quantidade nenhuma de julgamento exterior é tão eficaz e penetrante como a nossa própria e singela auto fiscalização. 
Se prosseguirmos regularmente com esse exercício durante vários meses, por certo progrediremos no que tange ao controle mental."

Swami Prabhavananda e Christopher Isherwood



quarta-feira, 15 de abril de 2015

Carregamos muito peso


"Em muitos trechos do caminho, às vezes bem longos, carregamos muito peso na alma sem também notar.

A gente se acostuma muito fácil às circunstâncias difíceis que às vezes podem ser mudadas. A gente se adapta demais ao que faz nossos olhos brilharem menos. A gente camufla a exaustão. A gente inventa inúmeras maneiras para revestir o coração com isolamento acústico para evitar ouvi-lo. A gente faz de conta que a vida é assim mesmo e ponto. A gente arrasta bolas de ferro e faz de conta que carrega pétalas só pra não precisar fazer contato com as nossas insatisfações e agir para transformá-las. A gente carrega tanto peso, no sentimento, um bocado de vezes, porque resiste à mudança o máximo que consegue, até o dia em que a alma, cansada de não ser olhada, encontra o seu jeito de ser vista e de dizer quem é que manda.

Eu fiquei pensando no que esse peso todo, silenciosamente, faz com a alma. No que isso faz com os sonhos mais bonitos e charmosos e arejados. No que isso, capítulo a capítulo, dia-a-dia, faz com a nossa espontaneidade. No que isso faz, de forma lenta e disfarçada, com o desenhista lindo que mora na gente e traça os risos de dentro pra fora. E o entusiasmo. E o encanto. E a emoção de estarmos vivos.

Eu fiquei pensando no quanto é chato a gente se acostumar tanto. No quanto é chato a gente só se adaptar. No quanto é chato a gente camuflar a própria exaustão, a vida mais ou menos há milênios, que canta pouco, ri pequeno e quase não sai pra passear.
Eu fiquei pensando no quanto é chato a gente deixar o coração isolado para não lhe dar a chance de nos contar o que imagina pra nós e o que podemos desenhar juntos nessa estrada. Mas chega um momento em que me parece que, lá no fundo, a gente começa a desconfiar que algo não está bem e que, ainda que seja mais fácil culpar Deus e o mundo por isso, vai ver que os algozes moram em nós, dividindo espaço com o tal desenhista lindo que, temporariamente, está com a ponta do lápis quebrada.

Sem fazer alarde, a gente começa a perceber os tímidos indícios que vêm nos dizer que já não suportamos carregar tanto peso como antes e a viver só para aguentar. Devagarinho, a gente começa a sentir que algo precisa ser feito. Embora ainda não faça. Embora ainda insista em fazer ouvidos de mercador para a própria consciência. Embora ainda estresse toda a musculatura da alma, lesione a vida, enrijeça o riso, embace o brilho dos olhos, envenene os rios por onde corre o amor.

Podemos ignorar as lições do livro-texto que é o tempo e guardar, bem escondido do nosso contato, esse caderno de exercícios que é o nosso relacionamento com nós mesmos e com os outros. Apesar disso tudo, a nossa semente, desde sempre, já inclui as asas. Já inclui o voo. Já inclui o riso. Já é feita para um dia fazer florir o amor que abriga. E, mais cedo ou mais tarde, ela floresce.”

Ana Jácomo



segunda-feira, 13 de abril de 2015

Tem paciência. Tudo passa


"....Tem paciência e sofre confiante.
Tudo passa.
Qualquer situação, como toda a circunstância
boa ou má são transitórias pelo caminho da evolução.
Espera e persevera no exercício do bem sem limite, recuperando
o passado de sombras e acendendo luzes de esperança para o futuro.
Quando menos esperes, descobrirás que as dores se foram, as lutas cessaram,".

Divaldo Franco