Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 27 de novembro de 2016

O perdão é o antídoto


"O perdão é o antídoto. Perdoe a si mesmo e aos outros. Seja próspero na generosidade. O ressentimento corrói você por dentro. O perdão, como remédio eficaz que cura as cicatrizes do peito, é a aceitação da realidade; a aceitação de si mesmo e dos outros. Os outros são como são. Nunca serão como você queria que fossem, nunca agirão de forma que você queria que agissem. Entenda isso e nunca mais você ficará magoado ou ressentido com os outros ou com você mesmo.
Destrua a ilusão de que os outros, a vida, o mundo, enfim, tudo deveria ser do jeito que você queria que fosse. Essa ilusão é a causadora de suas mágoas, raivas e ressentimentos. Pense nisso. Comece a fazer uma limpeza mental, perdoe o agressor. Livre-se da energia negativa do ressentimento e abra espaço para o novo.
- Verdadeiramente, eu estou disposto a deixar ir embora de mim todas as mágoas em relação a essas pessoas.
- Eu estou disposto a perdoar essas pessoas e a mim também por ter achado que essas pessoas deveriam agir comigo do jeito que eu esperava."

Luiz Antônio Gasparetto



sábado, 5 de novembro de 2016

Sobre links legais da internet


Compartilhando o que vi por esses dias de melhor na internet



Intervenção urbana com livros iluminados, em uma rua bem movimentada
em Toronto, no Canadá





Fotógrafos fazem fotos incríveis na Islândia. 





Acha que isso é um livro? Entre no link e descubra a sua bolsa
(isso mesmo, bolsa)
favorita





Tenho assistido no Youtube, vários vídeos da coaching Paula Abreu, sobre temas diversos
e tenho adorado. Os vídeos tem em média de 4 a 6 minutos, mas com mensagens muito claras.
Nesse texto que compartilho o link, a Paula fala sobre a Soneca Interna.
Sabe o que quer da vida, mas não consegue sair do lugar? Dá uma lidinha..





Tá achando que só ler Ficção não muda sua vida? Repense...












segunda-feira, 31 de outubro de 2016


"Chega um momento em que a gente se dá conta de que, às vezes, para sermos verdadeiros com nós mesmos, precisamos ter o desprendimento para abençoar as tentativas sem êxito, agradecer pelo o que cada uma nos ensinou, e seguir...
De que, às vezes, para se reconstruir, é preciso demolir construções que, por mais atraentes que sejam, não são coerentes com a ideia da nossa vida. A gente se dá conta do quanto somos protegidos quando estamos em harmonia com o nosso coração...
De que o nosso coração é essencialmente amoroso, o bordador capaz de tecer as belezas que se manifestam no território das formas...
De que, sabedores ou não, é ele que tem as chaves para as portas que dão acesso aos jardins de Deus. E, vez ou outra, quando em plena comunhão criativa, entra lá, pega uma muda de planta e traz para fazê-la florescer no canteiro do mundo."

Ana Jácomo



domingo, 23 de outubro de 2016

A maior prisão


"A maior prisão que podemos ter na vida é aquela quando a gente descobre que estamos sendo não aquilo que somos, mas o que o outro gostaria que fôssemos. 
Geralmente quando a gente começa a viver muito em torno do que o outro gostaria que a gente fosse, é que a gente tá muito mais preocupado com o que o outro acha sobre nós, do que necessariamente nós sabemos sobre nós mesmos.
O que me seduz em Jesus é quando eu descubro que n'Ele havia uma capacidade imensa de olhar dentro dos olhos e fazer que aquele que era olhado reconhecer-se plenamente e olhar-se com sinceridade.
Durante muito tempo eu fiquei preocupado com o que os outros achavam ao meu respeito. Mas hoje, o que os outros acham de mim muito pouco me importa [a não ser que sejam pessoas que me amam], porque a minha salvação não depende do que os outros acham de mim, mas do que Deus sabe ao meu respeito."

Padre Fábio de Melo



sábado, 8 de outubro de 2016

É preciso ser amado, amar e amar-se


"Para viver de verdade, pensando e repensando a existência, para que ela valha a pena,
 é preciso ser amado; e amar; e amar-se. Ter esperança; qualquer esperança.
Questionar o que nos é imposto, sem rebeldias insensatas mas sem demasiada sensatez.
 Saborear o bom, mas aqui e ali enfrentar o ruim. Suportar sem se submeter, aceitar sem se humilhar, entregar-se sem renunciar a si mesmo e à possível dignidade.
Sonhar, porque se desistimos disso apaga-se a última claridade e nada mais valerá a apena. Escapar, na liberdade do pensamento, desse espírito de manada que trabalha obstinadamente para nos enquadrar, seja lá no que for.
E que o mínimo que a gente faça seja, a cada momento, o melhor que afinal se conseguiu fazer.

Lya Luft



domingo, 2 de outubro de 2016

Sobre ser inflexível


"A capacidade de mudar velhos hábitos e atitudes reflete o seu grau de flexibilidade que indica o seu nível de saúde mental. Quanto mais inflexível, maior será o tempo de reação a situações novas, criando profundos transtornos para você. Agora, se você é flexível e não deixa o passado ter poder sobre você, mais livre se encontra para perceber, digerir e responder adequadamente à vida."

Luiz Gasparetto



quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Primavera e a sua esperança


"Não se pode dizer para a primavera? 
'tomara que chegue logo e dure bastante'.
Pode-se apenas dizer:
 'venha, me abençoe com sua esperança, e fique o máximo de tempo que puder'.

Paulo Coelho

Que a Primavera traga renovação a vida de vocês