Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Questionar, Aceitar e Agradecer!


"A vida parece ser dividida em 3 fases: Questionar, Aceitar e Agradecer!
Ainda não vivenciei todas, mas sinto, dia após dia,
tudo se encaminhar assim. É como se a lucidez viesse 
bem de mansinho pra não assustar, pra tudo ser compreendido de forma
realmente determinante.
É verdade somos feitos de urgências, mas o sentido das
coisas mora mesmo é na calmaria".

Fernanda Gaona

Gente, eu AMO Halloween, sonho de consumo de nessas
horas morar nesses países que o comemoram,
com aquelas casas enfeitadas. Acho lindo! 





quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O que valeu a pena hoje?


"É pieguice, mas antes de dormir, quando o dia que passou está dando o
prefixo e saindo do ar, eu penso: o que valeu a pena hoje?
Sempre tem alguma coisa: Uma proposta de trabalho. Um telefonema.
Um filme. Um corte de cabelo que deu certo. Até uma briga, pode ter sido útil,
caso tenha iluminado o que andava dentro da gente.
Já para algumas pessoas , ganhar o dia é ganhar mesmo:
ganhar um aumento, ganhar na loteria, ganhar um pedido de casamento,
ganhar uma licitação, ganhar uma partida.
Mas para quem valoriza apenas as megavitórias, sobram centenas de outros
dias em que, aparentemente, nada acontece, e, geralmente são essas
pessoas que vivem dizendo que a vida não é boa, e seguem cultivando
sua angústia existencial com carinho e uísque, mesmo já tendo
seu superapartamento, sua bela esposa, seu carro do ano, e seu salario aditivado."

Martha Medeiros do livro Felicidade Crônica

Viram só? Não é apenas eu, que faz o alto do dia!





terça-feira, 28 de outubro de 2014

A natureza humana


“Acredito que a natureza humana é essencialmente amorosa e que quando não demonstramos isso é porque há nuvens muito espessas escondendo o nosso sol. Nuvens de medo, dor, raiva, confusão. Mas o sol está lá, preservado, o tempo todo. Em algumas pessoas, mais do que em outras, parece que as nuvens demoram muito tempo a se dissipar, é verdade. Às vezes, podem até não dissipar durante uma vida inteira, é verdade também. Mas, à medida em que começamos a abrir o nosso coração, é inevitável não sentir que ser amáveis e cuidadosos uns com os outros não é um favor, uma concessão. Inevitável não sentir que o gostinho bom de dar amor é tão saboroso quanto o de recebê-lo.”


Ana Jácomo



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Erro é melhor do que nunca tentar


“Há uns duzentos anos Benjamin Franklin contou ao mundo o segredo do sucesso dele. Nunca deixe para amanhã, disse ele, o que você pode fazer hoje. Ele foi o homem que descobriu a eletricidade, o certo seria acreditar no que ele disse. Eu não sei por que adiamos as coisas mais se eu tivesse que apostar, eu diria que tem a ver com o medo. Medo de fracassar, medo da dor, medo da rejeição. Às vezes é medo de tomar uma decisão, porque e se for a decisão errada? E se agente cometer um erro que não da pra consertar? Seja qual for o nosso medo, uma coisa é certa: o sofrimento por não fazer alguma coisa é pior do que o sofrimento por fazer.... É melhor prevenir que remediar. Bobeou, dançou. Não podemos dizer que não fomos avisados, todos conhecemos os ditados, ouvimos os filósofos, ouvimos o aviso dos nossos avós sobre tempo perdido, ouvimos os malditos poetas nos mandando aproveitar ao máximo. Mas ainda assim, às vezes, nós pagamos pra ver. Temos que errar para aprender. Temos que aprender nossas lições. Temos que varrer a possibilidade de hoje pra debaixo do tapete de amanhã até não poder mais. Ter certeza é melhor que imaginar. Acordar é melhor que dormir. E mesmo o maior fracasso, mesmo o pior e mais incontornável erro é melhor do que nunca tentar.”


Da série Grey's Anatomy 


domingo, 26 de outubro de 2014

10 livros que marcaram minha vida


Dia desses vi no Instagram da rede social de livros Skoob, a seguinte pergunta:
Quais livros marcaram sua vida? Resolvi fazer a minha listinha
Vamos lá:

1-) A Menina que roubava livros - Markus Zusak 
2-) A décima terceira história - Diane Setterfield 
3-) Orgulho e Preconceito - Jane Austen 
4-) A série do Harry Potter - JK Rowling 
5-) Miss Bronte -Juliet Gael 
6-) Laços de Gelo - Nora Roberts
7-) Férias - Marian Keyes 
8-) Amor em Minuscula - Frances Miralles 
9-) O Palácio de Inverno - John Boyne 
10-) Jane Eyre - Charlotte Bronte

E vocês conseguem chegar em uma conclusão?
Claro que tenho muiiittooos livros que me marcaram de diversas formas
e em diversos momentos, dariam mais que 10 livros, até porque
acredito que leitura e afinidades sejam momentos que vivemos, já aconteceu comigo
(e muito) gostar muito de um gênero e depois querer ler outros.
A lista nunca termina né gente?
Mas esses que menciono a vocês, vira e mexe quero relê-los.





quinta-feira, 23 de outubro de 2014

A Janela dos Outros


"Gosto dos livros de ficção do psiquiatra Irvin Yalom (Quando Nietzsche Chorou, A Cura de Schopenhauer) e por isso acabei comprando também seu Os Desafios da Terapia, em que ele discute alguns relacionamentos padrões entre terapeuta e paciente, dando exemplos reais. Eu devo ter sido psicanalista em outra encarnação, tanto o assunto me fascina.

Ainda no início do livro, ele conta a história de uma paciente que tinha um relacionamento difícil com o pai. Quase nunca conversavam, mas surgiu a oportunidade de viajarem juntos de carro e ela imaginou que seria um bom momento para se aproximarem. Durante o trajeto, o pai, que estava na direção, comentou sobre a sujeira e degradação de um córrego que acompanhava a estrada. A garota olhou para o córrego a seu lado e viu águas límpidas, um cenário de Walt Disney. E teve a certeza de que ela e o pai realmente não tinham a mesma visão da vida. Seguiram a viagem sem trocar mais palavra.

Muitos anos depois, essa mulher fez a mesma viagem, pela mesma estrada, dessa vez com uma amiga. Estando agora ao volante, ela surpreendeu-se: do lado esquerdo, o córrego era realmente feio e poluído, como seu pai havia descrito, ao contrário do belo córrego que ficava do lado direito da pista. E uma tristeza profunda se abateu sobre ela por não ter levado em consideração o então comentário de seu pai, que a essa altura já havia falecido.

Parece uma parábola, mas acontece todo dia: a gente só tem olhos para o que mostra a nossa janela, nunca a janela do outro. O que a gente vê é o que vale, não importa que alguém bem perto esteja vendo algo diferente.

A mesma estrada, para uns, é infinita, e para outros, curta. Para uns, o pedágio sai caro; para outros, não pesa no bolso. Boa parte dos brasileiros acredita que o país está melhorando, enquanto que a outra perdeu totalmente a esperança. Alguns celebram a tecnologia como um fator evolutivo da sociedade, outros lamentam que as relações humanas estejam tão frias. Uns enxergam nossa cultura estagnada, outros aplaudem a crescente diversidade. Cada um gruda o nariz na sua janela, na sua própria paisagem.

Eu costumo dar uma espiada no ângulo de visão do vizinho. Me deixa menos enclausurada nos meus próprios pontos de vista, mas, em contrapartida, me tira a certeza de tudo. Dependendo de onde se esteja posicionado, a razão pode estar do nosso lado, mas a perderemos assim que trocarmos de lugar. Só possuindo uma visão de 360 graus para nos declararmos sábios. E a sabedoria recomenda que falemos menos, que batamos menos o martelo e que sejamos menos enfáticos, pois todos estão certos e todos estão errados em algum aspecto da análise. É o triunfo da dúvida."

Martha Medeiros

Gente, a Martha em comemoração dos seus 20 anos, lançou um box com
3 livros: Felicidade Crônica, Paixão Crônica e Liberdade Crônica.
Essa que divido com vocês faz parte desse box.
Pergunta: Eu quero sim ou com certeza? Hahaha.








quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Não se esqueça das seguintes verdades


"De qualquer forma, não se esqueça das seguintes verdades:
Não te faça nada que não te deixe em paz consigo
mesma, cuidado com o que anda desabafando,
conte até três (tá certo, se precisar conte até mais),
antes só do que muito e mal acompanhada, 
esperar não significa inércia, muito menos desinteresse,
renunciar não quer dizer que não ame,
abrir mão não quer dizer que não queira,
O tempo ensina, mas não cura!
Agora vai filha, porque o sentido da vida é pra frente!"

Martha Medeiros





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...