Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 1 de agosto de 2015

Bom dia, vida!


"Diga: bom dia, dia!
Bom dia, vida!
Bom dia, sensibilidade!
Bom dia, fé!
Bom dia, coragem!
Bom dia, talento!
Bom dia, trabalho!
Bom dia, alegria! Bom dia, felicidade!
Bom dia pra você!
Tem muita coisa boa para você aproveitar.
Há sensações que vem de dentro e que precisam ser colocadas para fora.
Há sensações que vem de fora que precisam ser interiorizadas.
Esteja aberto e pronto para emitir sinais. E também para captar o que está no ar.
Se o caminho que você planejou é muito longo, não se desespere com a distância que ainda falta para chegar.
Concentre-se no próximo passo. Ou mesmo no primeiro passo.
Hoje você pode começar algo novo que vai levá-lo muito longe.
Inicie algo hoje nem que seja uma mudança.
Se você resiste a mudanças tenha ao menos desculpas novas para dar pelo que você deixa de fazer.
Tenha atitudes simples, mas honestas.
O início de qualquer coisa nova para sua evolução, pessoal, espiritual ou profissional, começa aí dentro de você, silenciosamente, enquanto organiza seus pensamentos para mais um dia.
Está no ar uma nova manhã...
Um novo dia...
Uma nova semana..."

Desconheço o autor



quinta-feira, 30 de julho de 2015

Sorriso de querer só o presente


"A vida exige leveza, assim como a viagem. A estrada fica mais bonita quando podemos olhá-la sem o peso de malas nas mãos.

Seguir leve é desafio. Há paradas que nos motivam compras, suplementos que julgamos precisar num tempo que ainda não nos pertence, e que nem sabemos se o teremos.

Temos a pretensão de preparar o futuro. Eu tenho. Talvez você tenha também. É bom que a gente se ocupe de coisas futuras, mas tenho receio que a ocupação seja demasiada. Temo que na honesta tentativa de me projetar, eu me esqueça de ficar no hoje da vida.

Os pesos nascem desta articulação. Coisas do passado, do presente e do futuro. Tudo num tempo só.

Há uma cena que me ensina sobre tudo isso. Vejo o menino e sua pipa que não sobe ao céu. Eu o observo de longe. Ele faz de tudo. Mexe na estrutura, diminui o tamanho da rabiola, e nada. O pequeno recorte de papel colorido, preso na estrutura de alguns feixes de bambú retorcidos se recusa a conhecer as alturas.

O menino se empenha. Sabe muito bem que uma pipa só tem sentido se for feita para voar. Ele acredita no que ouviu. Alguém o ensinou o que é uma pipa, e para que serve. Ele acredita no que viu. Alguém já empinou uma pipa ao seu lado. O que ele agora precisa é repetir o gesto. Ele tenta, mas a pipa está momentaneamente impossibilitada de cumprir a função que possui.

Sem desistir do projeto, o menino continua o seu empenho. Busca soluções. Olha para os amigos que estão ao lado e pede ajuda. Aos poucos eles se juntam e realizam gestos de intervenção...

Por fim, ele tenta mais uma vez. O milagre acontece. Obedecendo ao destino dos ventos, a pipa vai se desprendendo das mãos do menino. A linha que até então estava solta vai se esticando. O que antes estava preso ao chão, aos poucos, bem aos poucos, vai ganhando a imensidão do céu.

O rosto do menino se desprende no mesmo momento em que a pipa inicia a sua subida. O sorriso nasceu, floresceu leve, sem querer futuro, sem querer passado. Sorriso de querer só o presente. As linhas nas mãos. A pipa no céu..."

Fábio de Melo

terça-feira, 28 de julho de 2015

A 100 passos de um sonho


Minha indicação pra essa semana, é de um filme delicia (em todos os sentidos), que
assisti a uns dias atrás. A 100 passos de um sonho, adaptação de um livro
chamado A viagem de 100 passos. 
O filme fala sobre uma família indiana, que depois da morte de sua mãe 
e esposa, parte para o mundão afora a procura de um lugar perfeito para
abrirem um restaurante. Eis que esse lugar escolhido é a França,
em uma pequena cidade francesa, que já tem possui um  restaurante famoso do outro lado da rua.
Isso mesmo, do outro lado da rua. 
Hassan e sua família, decidem que ali vão construir seu restaurante competindo
com a culinária francesa. Hassan, herdou de sua mãe o talento para a cozinha, e a
pratica de um modo muito especial. Mas seu pai, e a arrogante Madame Mallory do restaurante
vizinho francês, vivem em uma verdadeira guerra. 
E quer coisa mais deliciosa que uma guerra de menus? Com uma linda fotografia da França?
A 100 passos de um sonho, é um daqueles filmes que você termina feliz e que com certeza
melhora seu dia. Fez meu coração sentir uma nostalgia da minha viagem a França.
Vale dizer que o filme é produzido por ninguém menos que Steven Spielberg e 
Oprah Winfrey 

Recomendo! 







segunda-feira, 27 de julho de 2015

Você não pode ter


"Você não pode ter o que você não é.
Você não pode ter riqueza se suas idéias e pensamentos são pobres.
Você não pode ter amor suficiente se suas idéias e pensamentos são de insuficiência.
Você não pode ter amizades verdadeiras se suas idéias e pensamentos forem de faltas e criticas.
Você não pode ter facilidade se suas idéias e pensamentos são sobre dificuldades.
Você não pode ter o que você não é e o seu mundo externo apenas está lhe mostrando isto.
Nada é por acaso.
Tudo é coincidência...tudo coincide com quem você é."

Rosalia Schwark



domingo, 26 de julho de 2015

A vida não espera por você


"Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente. Vai, esquece do mundo. Molha os pés na poça. Mergulha no que te dá vontade. Que a vida não espera por você. Abraça o que te faz sorrir. Sonha que é de graça. Não espere. Promessas vão e vem. Planos, se desfazem. Regras, você as dita. Palavras, o vento leva. Distância, só existe pra quem quer. Sonhos se realizam, ou não. Os olhos se fecham um dia, pra sempre. E o que importa você sabe, menina. É o quão isso te faz sorrir. E só."

Caio F. Abreu



quinta-feira, 23 de julho de 2015

Onde apostamos nossa energia?


"....Onde apostamos nosso tempo, atenção e energia? "Em geral, tendemos a colocar todas as fichas nos relacionamentos amorosos e no trabalho. No sucesso e no casamento", destacou. Mas cuidado, a felicidade não vem de controlar tudo. A felicidade não vem sequer do outro.
A felicidade genuína vem de uma mente relaxada e não-reativa. Essa mente relaxada é capaz de encontrar respostas mais criativas aos problemas que se apresentam, é capaz de tornar as relações mais lúcidas e menos instáveis a, por exemplo, abalos de ciúme. Esse sentimento, no fundo, é um grande desejo de controle sobre a vida do outro.
Quando aprendemos a dizer que sentimos ciúme por uma situação, mas sem raiva, sem achar que o outro causou aquilo de propósito para nos machucar, aprendemos a colocar o ciúme como algo fora da gente, como um elemento externo que, sim, tenta desestabilizar a nossa energia, mas que, com treino, pode ser domesticado. E ficar menos antagonista do nosso equilíbrio.  Afinal, quem dá poder ao ciúme é nossa mente. Se ela decide que o ciúme vai perturbá-la menos e menos, ela ganha mais poder e ele vai minguando.
"Relaxar é parar de exigir. É manter a energia estável, independentemente dos fatores externos."

Gustavo Gitti
Fonte: Revista Bons Fluidos




quarta-feira, 22 de julho de 2015

Por uma vida mais Doce


Hoje, minha indicação de livro, é um livro bem doce. 
Na verdade é um livro de receitas, lindo, acho que o mais lindo que já vi!
É o Por uma vida mais Doce da Danielle Noce. 
A Dani é uma confeiteira, youtuber bem famosa na internet alias, que fez
seu primeiro livro recentemente. De receitas fáceis a mais elaboradas, drinks,
o livro é lindo, cheio de fotografias, além de folha de adesivos e espaço para você 
escrever a sua receita de família. 


Pra quem tiver interesse, a Dani tem um blog e canal no Youtube, com seu tão querido como ela,
marido, o Paulo. Além de fofa, estilosa, a Dani ainda tem uma cozinha dos sonhos.
Ah, e os casal é divertidíssimo, vale as boas risadas. 


Quando comprei meu livro, logo no seu lançamento, o recebi autografado pela Dani.
E me parece que ela irá ter um segundo livro.
Vale pra quem gosta de cozinhar, pra quem quer começar e pra quem ama a Dani.