quarta-feira, 2 de março de 2016

Uma relação tranquila consigo mesmo


"Uma relação tranquila consigo mesmo talvez passe pela conscientização
de que não devemos dar tanto ouvido ás nossas vozes internas
e que mais vale nos reconhecermos impares e imperfeitos por natureza.
A vida não só tornará mais leve e divertida se pararmos de nos autoconsumir
com tanta ganância e darmos uma olhadinha para fora.
A gente perde muito tempo pensando em nossa imagem, no nosso futuro,
nos nossos problemas, nas nossas vitórias, no nosso umbigo.
Até que um dia acordamos asfixiados, enjoados, sem ânimo e sem paciência
para continuar sustentando a pose, correspondendo ás expectativas, buscando
metas irreais, vivendo de frente pro espelho e de costas para o mundo".

Martha Medeiros





Um comentário:

  1. Oi Fernanda, respondendo sua pergunta, não li o livro, mas o filme é ótimo.
    Bjs

    ResponderExcluir

Namastê!